sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Novidades da casa - 30/09 a 07/10

Os atores d´A Outra Cia de Teatro estão de volta e iniciam as entrevistas para o Memorial Brasil de Artes Cênicas. Cacilda Póvoas e João Lima são nomes confirmados para esta semana. Mais novidades no blog da Outra

O Núcleo Supernova Teatro segue temporada com o espetáculo “Alugo Minha Língua”! A temporada é até o dia 16 de outubro. Nas sextas haverá debate após a apresentação.

O Núcleo Viladança inicia os ensaios para a segunda edição do EIC – Encontro de Investigação Coreográfica.

A Cia de Teatro Nata segue com apresentações de Siré Obá - "Festa do Rei", sempre aos sábados e domingos, às 18h. O espetáculo fica em cartaz no Vila até 16 de outubro com a promoção para quem é de candomblé: basta se apresentar na bilheteria e pagar meia entrada!

O Bando de Teatro Olodum segue com a temporada contínua de “Cabaré da Rrrrraça” sempre às terças e o grupo prepara a programação especial do mês de novembro, quando realizam o festival A Cena Tá Preta.

O Grupo Pivot deu início a oficina de Teatro para quem faz Direito.

A Cia. Teatro da Queda segue em cartaz com o espetáculo “Breve” sempre às quartas.

A Cia. Novos Novos continua com os ensaios de “Imagina só...” para o projeto escola.

Siré Obá no Vila


A Cia de Teatro Nata, original de Alagoinhas, se apresentou pela primeira vez em Salvador em 2004, com o espetáculo “Perfil”, no Cabaré dos Novos do Teatro Vila Velha pelo projeto "Teatro de cabo a rabo". Em 2009, no mesmo palco, estreou “Siré Obá - a Festa do Rei”, sua primeira montagem profissional.

Com essa primeira temporada, "Siré Obá" recebeu três indicações ao Prêmio Braskem de Teatro. Concorreu aos prêmios de Melhor Espetáculo, Revelação - para diretora Fernanda Júlia - e Especial, pela direção musical de Jarbas Biittencourt, disputa da qual saiu vencedor.

Em cartaz no Vila, agora como grupo em residência, desde 16 de setembro deste ano, o grupo reestreou no Cabaré dos Novos com "Siré Obá" e segue em temporada até o dia 16 de outubro. Com direção de Fernanda Júlia, o espetáculo une religião e arte e é composto por 5 atores e 5 músicos.

A montagem segue a sequência das músicas cantadas e tocadas para os Orixás nos rituais públicos do Candomblé. Nesse espetáculo-festa os espectadores são convidados a celebrar a grandeza e feitos das divindades africanas que compõem o universo Yorubá.

Promoção:
A diretora Fernanda Júlia gravou um vídeo convidando todos a virem assistir ao espetáculo e lançou uma promoção: quem é de candomblé basta se apresentar na bilheteria e pagar meia entrada! Confira o vídeo:



A equipe do espetáculo:
Texto: Fernanda Júlia, Thiago Romero e Cia de Teatro Nata / Direção Geral: Fernanda Júlia / Elenco: Daniel Arcades, Fabíola Júlia, Guilherme Silva, Marcelo Oliveira, Vânia Santana e a yalorixá Roselina Barbosa / Músicos: Thiago Romero, Sanara Rocha, Deilton José, Cosme Lucian / Codireção: Thiago Romero / Assistência de direção: Sanara Rocha / Direção Musical: Jarbas Bittencourt / Assistente de direção musical: Jandiara Barreto / Cenário, figurino, maquiagem e programação visual: Thiago Romero / Iluminação: Fernanda Paquelet e Nando Zâmbia / Preparação vocal: Marcelo Jardim / Preparação corporal e orientação coreográfica: Marilza Oliveira / Cenotécnico: Tárcio Pinheiro / Operador de luz: Luiz Guimarães / Vídeos de divulgação: Thiago Gomes / Comunicação: Comunika Press / Produção: Kalik Produções (Susan Kalik e Francisco Xavier)


Alugo Minha Língua na Revista Contigo!


Saiu na Revista Contigo! de hoje, com destaque para o teatro baiano, o musical "Alugo Minha Língua". O espetáculo foi visto e resenhado pela repórter Danile Rebouças e se encontra na seção Agenda.

O espetáculo discute, através de uma encenação marcada pela linguagem da performance e com um viés musical acentuado, as relações entre a perversão humana, a sexualidade e a sociedade de consumo. A peça visa explicitar, à luz do conceito de modernidade líquida do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, como a urgência e a espetacularização da sexualidade nas sociedades contemporâneas resultam no esvaziamento das relações humanas e no tédio.

30/09 a 16/10 | sex à dom | 20h
R$ 20 e 10
Sala Principal

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Novidades na Oficina de Ballet para Crianças


Dando continuidade as Oficinas de Ballet para Crianças, o Núcleo Viladança recebe esse semestre uma aluna da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia, que está acompanhando e estagiando junto a professora Janahina Cavalcante.

Finalizando o sua formação na FUNCEB, Raquel Silva escolheu a Oficina de Ballet que acontece no Teatro Vila Velha nas tardes de segunda e quarta, para estagiar, desenvolvendo uma metodologia de ensino da técnica do ballet para crianças. E as meninas a receberam com muita energia.


E as novidades não param por aí! Já começaram os preparativos para a mostra do final do ano que terá muitas surpresas! Elas não param de criar...

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O Bando em Maragogipe

No último final de semana, o Bando de Teatro Olodum esteve na cidade de Maragogipe com o projeto Outras Áfricas. Lá, eles ministraram oficinas de teatro, dança, música, entre outras, e também apresentaram o espetáculo "Áfricas" pela primeira vez em praça pública.

Auristela Sá, atriz do Bando, conta como eles foram recebidos em um pequeno diário de viagem publicado no Blog do Bando. Alguns momentos foram registrados em fotos e você pode conferir logo abaixo:

Cena da oficina de Chica Carelli / Foto: Jorge Washington

O público na praça da Matriz / Foto: Renata Dias

Cena de Áfricas / Foto: Renata Dias

BTO, alunos das oficinas e o prefeito Silvio Ataliba / Foto: Jorge Washington

Encontro de Compositores recebe Ricardo Caian e Marcel Torres

O compositor, cantor e guitarrista Ricardo Caian é um dos convidados desta quinta-feira (29/09) do Encontro de Compositores. Além dele, o Encontro também recebe Marcel Torres diretamente do Encontro de Compositores de Feira de Santana. O show acontece como parte do projeto Vila da Música e terá transmissão ao vivo, a partir das 20h, através do canal do Teatro Vila Velha no Livestream. (www.livestream.com/teatrovilavelha)

Convidados
Com letras irreverentes que agregam diversão à poesia, Ricardo mescla as influências do rock, reggae, MPB e jazz para compor músicas com ritmos dançantes. Em 2009, uma das suas músicas, “Até Cuba”, interpretada por ele mesmo, foi selecionada entre as 50 melhores do Festival de Música Educadora Fm. No mesmo ano, Ricardo participou da produção dos arranjos do CD “Arraial - Alvoradas e Outras Canções” ao lado de Jarbas Bittencourt. O álbum, que contou com a participação de André Abujamra e Paulinho Moska, também possui duas faixas com composições suas. Hoje, Ricardo está em processo de gravação do seu primeiro EP, Ricardo Caian e os Beduínos Gigantes, projeto que estreará em breve nos palcos de Salvador.

Baiano de Feira de Santana, Marcel Torres ingressou na Escola Baiana de Música aos 05 anos de idade, desenvolvendo técnicas de solfejo e piano clássico. Aos 13, por incentivo de seu pai, começou a tocar violão, instrumento esse que logo se transformou em sua paixão. Em meados dos anos 90 formou uma banda com os irmãos onde iniciou uma vivência em palco, tocando não só da Bahia, como também em outros estados. Como compositor já fez mais de 100 músicas e participou de diversos festivais. Em 2008 iniciou o projeto Grupo Alegoria com Camila Gonçalves, onde interpreta músicas autorais somadas a um repertório do melhor da MPB. Atualmente está gravando "Veredas", seu primeiro álbum, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2012. Também é membro do grupo que encabeça o Encontro de Compositores de Feira de Santana, além de continuar com as apresentações do projeto Grupo Alegoria.

O Encontro
Jarbas Bittencourt, Arnaldo de Almeida, Manuela Rodrigues, Sandra Simões, Ronei Jorge, Dão, Pietro Leal, Thiago Kalu, Carlinhos Cor das Águas e Deco Simões são os artistas que fazem parte do time fixo do Encontro de Compositores. A configuração do espaço, que deixa os compositores espalhados pelo Cabaré dos Novos, permite uma integração entre público e artista e sempre traz algum convidado. Os artistas têm a liberdade de explicar a origem de suas composições, contar sobre suas estórias, amores perdidos, questionamentos sobre a vida e por aí vai.

29/09 | qui | 20h
R$ 20 e 10
Cabaré dos Novos

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O Vila promove Encontro de Dramaturgos às quartas

O Teatro Vila Velha abrigará, quinzenalmente, um Encontro de Dramaturgos. O objetivo do evento é promover o debate de diversos temas entre profissionais que lidam direta e cotidianamente com a dramaturgia, seja em teatro, cinema, televisão, games ou outras linguagens narrativas.

A primeira edição do evento aconteceu no último dia 17, com discussão do próprio conceito de dramaturgia e da forma como cada participante lida com essa arte. Entender as novidades da área, sobretudo relacionadas ao uso de tecnologias, é outro foco do Encontro.

A próxima edição acontece nesta quarta, 28, às 15h, e, entre os presentes, são aguardados Vida de Oliveira e Hayaldo, produtores do Festival de Teatro Ilusório, Cacilda Póvoas, produtora da Jam no MAM, e Márcio Meirelles, diretor do TVV e do Bando de Teatro Olodum.

Chamada Pública: PNUD seleciona profissionais para o SNC-NE

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD Brasil) publicou nesta segunda-feira, dia 26 de setembro de 2011, edital para seleção de três (03) profissionais com experiência em gestão pública cultural para atuar na região Nordeste com o Sistema Nacional de Cultura (SNC). De acordo com o documento, os candidatos devem enviar currículos até a próxima sexta-feira, dia 30 de setembro de 2011. O contrato previsto para os selecionados possui vigência de 360 dias e determina a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura, localizada na cidade do Recife (PE), como local de trabalho. Os participantes devem possuir graduação em ciências humanas, sociais ou exatas e experiência profissional de, no mínimo, 02 (dois) anos na área.

Os interessados devem enviar o currículo até o dia 30 de setembro de 2011 para o endereço: prodoc914brz4013.sai@cultura.gov.br, indicando o número do edital e o nome do perfil em que se candidata.

Confira o edital aqui

Mais informações: (81) 3117-8430

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

III ciclo do projeto NEGRO OLHAR


EDITAL DE SELEÇÃO DE AUTORES para o III ciclo do projeto NEGRO OLHAR - CICLO DE LEITURA DRAMATIZADA COM AUTORES E ARTISTAS NEGROS. O projeto acontece na cidade do Rio desde 2007 trazendo à cena nomes consagrados e novos talentos nas áreas de direção, interpretação e dramaturgia. O projeto conta com a participação de nomes como Ruth de Souza, Milton Gonçalves e Haroldo Costa, entre outros. O III ciclo será realizado no Centro Cultural dos Correios em Janeiro de 2012.

Resumo da programação - de 26/09 a 02/10

Grupo Novato - Vila do Choro

seg | Vila do Choro | Música | 26/09 | 18h | R$ 10 e 5 | Cabaré dos Novos

ter | Cabaré da RRRRRaça | Teatro | Bando de Teatro Olodum | 27/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

qua | Breve | Teatro | Teatro da Queda | 28/09 | 20h | R$ 10 e 5 | Cabaré dos Novos

qui | Encontro de Compositores | Vila da Música | 29/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Cabaré dos Novos

sex a dom | Alugo Minha Língua | Teatro | Núcleo Supernova Teatro | 30/09, 1° e 02/10 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

sáb e dom | Siré Obá - "A Festa do Rei" | Cia de Teatro Nata | Teatro | 1° e 02/10 | 18h | R$ 20 e 10 | Cabaré dos Novos

Informações de bilheteria: (71) 3083-4600 (14 às 18 hs)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Outras Áfricas em Maragojipe

Dando continuidade ao Projeto Outras Áfricas, O Bando viajou hoje para Maragojipe e nós registramos o momento da arrumação do ônibus! Muito animados, os atores aguardavam a hora de embarcar:



Em Maragojipe, o projeto conta com o apoio da Prefeitura da cidade através da sua Secretaria de Cultura e Turismo e da Secretaria da Reparação Racial, além do apoio da Petrobras que viabilizará a estrutura para a apresentação do espetáculo Áfricas no Largo da Matriz no sábado 24, às 20h, com a participação do ator Érico Brás, que atualmente está residindo no Rio de Janeiro em função da gravação do seriado Tapas e Beijo. As oficinas serão nos dias 23 e 24 de Setembro, a mostra no dia 25 às 9:30h na Casa da Cultura, e as inscrições estão sendo realizadas na Secretaria da Cultura e Turismo de Maragojipe.

De acordo com a coordenadora do Bando, Chica Carelli, o projeto pretende estimular a curiosidade dos jovens para a aprendizagem da história da África, principalmente após a obrigatoriedade da matéria nos currículos escolares dos ensinos fundamental e médio, a partir da lei federal 10.639, de 2003. Iniciado em agosto de 2010, ele já atingiu mais de 1800 alunos e professores da rede pública de ensino e de instituições ligadas a cultura afrobrasileira, que tiveram acesso gratuito a apresentações do espetáculo Áfricas, debates, palestras e oficinas.

outras histórias, outros festivais, outras plateias, outros encontros*

Este ano, A Outra Companhia participou de alguns festivais importantes do Brasil.

Começamos pelo Amostrão Vila Verão - uma mostra da produção teatral baiana realizada pelo e no Teatro Vila Velha (Salvador - BA) durante o verão de 2011. "Mar Me Quer" integrou a programação sendo apresentado em 02 sessões!

Festival de Teatro de Curitiba onde apresentamos "Mar Me Quer" no Teatro Cleon Jacques e "Remendo Remendó", que estreou nas Ruínas São Francisco. Foram 04 apresentações de cada espetáculo no mês de abril. E muita gente seguiu os espetáculos, saindo de um indo assistir ao outro, quando não assistindo várias vezes a mesma peça.

Foi lá em Curitiba que conhecemos a Angela Lopes e Stelamaris do Caxias em Cena, festival que este ano chegou a sua 13ª edição, realizado em setembro na cidade de Caxias do Sul (RS). Aí, apresentamos "Mar Me Quer" no Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho e "Remendo Remendó" no Parque Macaquinhos - uma apresentação de cada espetáculo, com plateias atentas e calorosas (mesmo com o frio que a cidade tava rsrsr). Ah! E a gente ainda ministrou uma oficina trocando com artistas locais um pouco das estratégias de criação que utilizamos em nossos processos de criação de espetáculos.

Agora, nos preparamos para ir a Vitória (ES) onde participaremos do 7º Festival Nacional de Teatro, apresentando "Mar Me Quer" (01 sessão) e "Remendo Remendó" (02 sessões), no mês de outubro. Lá já sabemos que encontraremos amigos bem especiais: os Clowns de Shakespeare.

De lá, seguimos para Floriano (PI), onde participaremos do 2º Festival Nacional de Teatro - Pontos de Cultura, realizado pelo Grupo ESCALET de Teatro. Na primeira edição do festival estivemos apresentando "Arlequim servidor de dois patrões" - retornar será bem especial!

E daí, seguimos rumos a outras plateias, outros encontros, outras histórias, outros festivais!

*Leia o post completo no Blog d´A Outra

Reunião sobre Propostas de Cursos Técnicos em Artes Cênicas

A Coordenação de Teatro FUNCEB convida a classe teatral para reunião com o Senhor Reinaldo Freire, representante Nordeste da Fundação Nacional de Artes – FUNART / Minc. O encontro acontece hoje (23/09), das 14 ás 17 horas, no Palácio da Aclamação, com o tema: Propostas de cursos Téccnicos em Artes Cênicas.

Ainda na pauta:
- Temporada Verão Cênico - Projeto de Difusão Tetral
- Mestres da Cena
- Encontros Setoriais de Teatro

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Espetáculo Alugo Minha Língua recebe convidados para debate após espetáculo


A equipe de Alugo Minha Língua convida o público para o lançamento do “Línguas em Debate”, série de bate-papos que visa discutir sexualidade, perversão, erotismo e o esvaziamento das relações humanas. O evento ocorrerá sempre às sextas-feiras, após a apresentação do musical, e envolverá, além dos atores, o diretor Fernando Guerreiro, especialistas convidados e a plateia que desejar participar das discussões.

Na próxima sexta-feira (23), dia da estreia deste evento, Línguas em Debate recebe o historiador, educador e doutorando em educação pela Faculdade de Educação da UFBA, Jose Teixeira Neto – Zelão; e o psicanalista, educador e coordenador do grupo Diálogos Contemporâneos, Cláudio Carvalho.

Zelão, que hoje atua no Ensino Médio como coordenador pedagógico, tem articulado, em suas pesquisas, currículo, cultura, cotidiano e interações na pedagogia do presente. Já Cláudio Carvalho é membro da Associação de Psicanálise da Bahia, e autor do livro “O Educador e o Psicanalista: Um Diálogo do Cotidiano”. Ele assina também diversos artigos e crônicas publicadas em jornais.

A série Línguas em Debate é destinada ao público que for assistir a Alugo Minha Língua, e nenhum valor a mais será cobrado para acesso ao debate, exceto o já pago pelo ingresso do espetáculo em cartaz no Teatro Vila Velha.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Memórias d´A Outra Cia de Teatro

Da caixa de memórias de Caxias*

Pois bem, chegamos em Caxias do Sul na noite de quinta-feira, recebidos por suas flores, seu vinho, suas casas no estilo alemã, e, com muita expectativa em conhecer a cidade e seu festival que chega em sua 13ª edição este ano. E claro, cheios de saudades da Ângela Lopes e da Stelamaris Oliveira que conhecemos em abril, no Festival de Teatro de Curitiba.

Pouco a pouco fomos nos adaptando ao frio intenso da cidade – quer dizer, intenso pra gente, baiano acostumado a temperaturas acima dos 25°, imagina?! Aqui ficamos até hoje, vivendo um fim de semana especial. Pudemos participar de um momento onde a cidade convive com a arte, prestigiando uma programação que reúne teatro, dança e música: o Caxias em Cena Festival de Artes Cênicas - um evento realizado pela Prefeitura de Caxias do Sul, através da Secretaria de Cultura, junto a Associação dos Amigos da Casa da Cultura. Uma ação fantástica a qual aplaudimos de pé – afinal são poucas as iniciativas que conhecemos nesse sentido. A exemplo de Salvador, onde infelizmente não temos uma atividade assim realizada pelos órgãos governamentais.

Aqui conhecemos o grande Rudy Martins, que foi nosso queridíssimo anjo durante esta estadia, nos ensinando tantas gírias, né largatcheado?! rsrrsrss Conhecemos os meninos do Teatro El Baul (Bogotá – CO) – que apresentaram o espetáculo “Com mis pies em tu tierra”; o pessoal da Cia Entreato (RS) – que estava apresentando o “Flor de Mandacaru”, e ficamos bobos com as mágicas do Richard; também o Pedro, a Juliana e o Carlos do Grupo Nohgátikos (SP) com sua fabulosa história de nomeação do coletivo... rsrsrsrss... AH! MERDA pra vocês aí na apresentação do “Ponto de Partida”! (Gelo no pé, Ju, e relaxa!).

*Continue lendo no Blog d´A Outra!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Sucesso na estreia de "Alugo Minha Língua"


Casa cheia, acréscimo de cadeiras para acomodar o público presente e bilheteria esgotada uma hora antes do início do espetáculo super concorrido. Esse foi o cenário da estreia de Alugo Minha Língua, o musical erotragicômico dirigido por Fernando Guerreiro, encenado na última sexta-feira (16), no Teatro Vila Velha.

As línguas afiadas de Ciro Sales, Luisa Proserpio, Marinho Gonçalves, Vanessa Mello e Will Brandão deram vida ao texto polêmico de Gil Vicente Tavares e provocaram a plateia com questionamentos que passearam desde a bíblia, às relações interpessoais corriqueiras, discursos do senso comum, Platão e chegam até a atual Constituição Federal.

Normalidade, pecado, desejo, solidão, direito e prazer foram os fios condutores da montagem, que intencionalmente provocou risos, surpresa, estranhamento, curiosidade, desconforto, mas, principalmente, reflexão.

Após a encenação, elenco, diretor, autor e equipe se juntaram ao público e fizeram um brinde no Cabaré dos Novos, dependências do Teatro Vila Velha, para comemorar o sucesso. No sábado e domingo as apresentações também tiveram casa cheia.

Alugo Minha Língua segue em cartaz até 16 de outubro, de sexta a domingo, na sala principal do Teatro Vila Velha, sempre às 20h. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia entrada).



Promoção "Cabaré da Rrrrraça"

A partir deste mês, o Bando de Teatro Olodum e o Teatro Vila Velha iniciam um novo modelo na programação da casa: trata-se da temporada contínua de “Cabaré da Rrrrraça”, todas às terças feiras, sempre às 20 horas, durante todo o ano! Para comemorar a estreia, sortearemos 1 par de ingressos para sessão de amanhã (20/09).

Para participar, é necessário ser seguidor do @TeatroVilaVelha no Twitter e dar RT (retweet) na seguinte mensagem:

Quero assistir Cabaré da Rrrrraça nesta terça-feira (20/09) no @TeatroVilaVelha! http://kingo.to/OZo

O sorteio será realizado quinta-feira, dia 20/09/11, às 15hs.

Regulamento:

1. A participação é voluntária e gratuita. Qualquer pessoa física residente no Brasil pode participar desde que tenha uma conta no Twitter e a mesma não seja protegida.

2. O participante deve ser seguidor do @TeatroVilaVelha e também deve dar RT (retweet) na mensagem com o link da promoção. (Não edite!)

3. O vencedor será escolhido por meio de sorteio realizado pelo Sorteie.me. E o resultado será anunciado no Twitter do Vila.

4. Divulgado o resultado, o vencedor será contactado via DM (Mensagem Direta) no Twitter. Caso não responda até as 18hs do dia 20/09 (terça) perderá o prêmio.

Atenção: Em promoções anteriores, algumas pessoas têm dado RT na frase da promoção com o link errado. É imprescindível que para concorrer aos ingressos você dê RT na frase com o link correto.

Boa sorte!

Resumo da programação - 19 a 25/09

ter | Cabaré da RRRRRaça | Teatro | Bando de Teatro Olodum | 20/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

qua | Breve | Teatro | Teatro da Queda | 21/09 | 20h | R$ 10 e 5 | Cabaré dos Novos

qui | NEOJIBA | Vila da Música | 22/09 | 20h | R$ 4 e 2 | Cabaré dos Novos

sex a dom | Alugo Minha Língua | Teatro | Núcleo Supernova Teatro | 23 a 25/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

sáb e dom | Siré Obá - "A Festa do Rei" | Cia de Teatro Nata | Teatro | 22 e 23/09 | 18h | R$ 20 e 10 | Cabaré dos Novos

Informações de bilheteria: (71) 3083-4600 (14 às 18 hs)

Acessem nosso site: http://ow.ly/4Lqls

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Novidades da casa - 19 a 25/09

O Núcleo Supernova Teatro estreia hoje aqui no Vila com o espetáculo “Alugo Minha Língua”! O grupo inicia a temporada e fica em cartaz sempre aos finais de semana até o dia 16 de outubro.

Os atores d´A Outra Cia de Teatro já estão em Caxias do Sul, onde participam do 13º Caxias em Cena, com os espetáculo “Mar Me Quer” e “Remendo Remendo”, além da oficina O jogo enquanto princípio para criação dramatúrgica, ministrada por Luiz Antônio Jr. Acompanhe as novidades no blog da Outra.

O Núcleo Viladança inicia os ensaios para a segunda edição do EIC – Encontro de Investigação Coreográfica.

O Bando de Teatro Olodum inicia um novo modelo na programação com a temporada contínua de “Cabaré da Rrrrraça” sempre às terças. Neste mês Cabaré contará com a atriz Eddy Veríssimo, d´A Outra Companhia de Teatro, no papel da cabeleireira Marilda Refly, substituindo a atriz Cássia Valle. O Bando dá continuidade ao Projeto Outras Áfricas, e viaja neste final de semana para Ipirá, no interior da Bahia, onde apresenta o espetáculo Áfricas, além de ministrar oficinas de teatro, dança, música para cena e direção. No próximo final de semana será a vez da cidade de Maragojipe.

A Cia de Teatro Nata reestreia neste final de semana o espetáculo Siré Obá - "Festa do Rei", sempre aos sábados e domingos, às 18h. O espetáculo fica em cartaz no Vila até 16 de outubro.

O Grupo Pivot começa amanhã (sábado) a Oficina de Teatro para quem faz Direito. A Oficina segue com inscrições abertas.

A Cia. Teatro da Queda segue em cartaz com o espetáculo “Breve” sempre às quartas.

A Cia. Novos Novos continua com os ensaios de “Imagina só...” para o projeto escola.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Música Clássica no Vila

Em agosto deste ano, o Correio da Bahia divulgou uma pesquisa apontando as preferências musicais dos baianos. Intitulada "Música clássica ocupa 6º lugar na preferência dos soteropolitanos", a matéria trouxe dados interessantes sobre a músicla clássica do nosso Estado.

O Vila apoia essa difusão e traz na próxima quinta (22/09) a Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia (YOBA - Youth Orchestra of Bahia), sob regência do maestro Ricardo Castro, para se apresentar pela segunda vez na Sala Principal, às 20h, como parte do Vila da Música. Confira a matéria abaixo:

Música clássica ocupa 6º lugar na preferência dos soteropolitanos
Para maestros baianos, o interesse pela música clássica deverá crescer ainda mais


Ao ligar o rádio, muitos soteropolitanos ainda se surpreendem ao encontrar uma estação que só toca música clássica: a Vida FM 106,1. De forma semelhante, a pesquisa do CORREIO/Instituto Futura, publicada domingo, também causou surpresa ao captar a força que esse gênero musical tem hoje na capital baiana.

Apreciada por 3,8% dos entrevistados, a música clássica ficou em 6º lugar no gosto geral, à frente do rock (3,2%) e do pop rock (2,3%). Se esses dois últimos gêneros fossem unidos, ela perderia uma colocação, mas ainda assim ficaria na cola do samba (4,2%) e do axé (4,3). Além disso, continuaria batendo o hip hop (2,3%), a música eletrônica (1,3%), a bossa nova (0,5) e o jazz (0,3).

O resultado deixou especialistas da área espantados. “É uma excelente novidade, um resultado muito importante!”, comemora o maestro Ricardo Castro, 46 anos. Ele imaginava que a distância entre a música clássica e gêneros mais midiáticos fosse maior. “Quero crer que a chegada do Neojibá ajudou a provocar esse novo interesse”, diz ele, que desde 2007 coordena esse projeto de criação e manutenção de orquestras jovens na Bahia, inspirado no modelo venezuelano El Sistema.

Sem Barreiras Maestro, compositor e professor da Escola de Música da Ufba, Paulo Costa Lima, 56, também se diz impressionado. “Apesar de que eu já sentia que o interesse andava aumentando. Em 2010, por exemplo, tive um programa na rádio Metrópole, em que eu apresentava Beethoven e Bach, misturado com música de candomblé, e ele foi muito bem recebido”.

Toda terça-feira tem Cabaré da Rrrrraça


A partir deste mês, o Bando de Teatro Olodum e o Teatro Vila Velha iniciam um novo modelo na programação da casa. Trata-se da temporada contínua de “Cabaré da Rrrrraça”, todas às terças feiras, sempre às 20 horas, durante todo o ano. A estreia dessa nova fase acontece no próximo dia 20/09 e contará com a participação da atriz Eddy Veríssimo, d´A Outra Cia de Teatro, no papel da cabeleireira Marilda Refly, substituindo Cássia Valle, nos dias 20 e 27/09.

Diretor do espetáculo e do Vila Velha, Marcio Meirelles, nos informa que a decisão de manter o espetáculo em cartaz todas as terças foi tomada pelo teatro e pelo grupo. “Primeiro porque enquanto houver racismo e a falsa idéia de democracia racial ele será necessário. Depois porque economicamente é positivo, podemos nos remunerar com a bilheteria, uma vez que não contamos com nenhuma forma de patrocínio, e isso não é motivo de orgulho, é um fato para se pensar. Orgulho é botar o bloco na rua, porque somos necessários, ao invés de ficar chorando e acusando os outros pela nossa incapacidade de produzir. E também é importante porque abrimos na cidade um evento calendarizado de teatro, o que, a médio prazo deve gerar um público que pode se programar, como o público de escolas, de organizadores de eventos, de agências de turismo, e por aí vai", diz.

O espetáculo trata de uma tema básico para a sociedade brasileira: o que é ser negro na atualidade? Depois da política do branqueamento, passando pelas ações afirmativas, as cotas raciais. E discute questões como essas com inteligência, humor, música e dança. “Boa noite resistência e boa noite brancos. Este é um espetáculo, didático, panfletário e interativo”, avisa o consciente personagem Wensley, criado por Lázaro Ramos e atualmente interpretado por Sergio Laurentino, sendo a deixa para o início de uma sucessão de cenas cotidianas que colocam em cheque a nossa suposta ‘cordialidade racial’.

Catorze anos depois da sua estréia, “Cabaré da Rrrrraça” permanece atual e se renova na sua interatividade com o público que pode participar dando depoimentos. O espetáculo, que começou no espaço do Cabaré dos Novos, ganhou as dimensões de um grande musical no palco principal com músicas ao vivo criadas pelo diretor musical Jarbas Bittencourt, coreografadas por Zebrinha e continua atraindo centenas de espectadores.

20 e 27/09 | ter | 20h
R$ 20 e 10
Palco Principal

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Cultura em pauta

Crise (permanente) na Cultura*

Oito meses do governo Dilma e o Ministério da Cultura continua a ser destaque. Triste destaque, diga-se de passagem. Diferente dos oito anos da gestão Gilberto Gil/Juca Ferreira. A evidência nestes meses vai para a falta de uma política cultural que enfrente os desafios contemporâneos e que amplifique e aperfeiçoe o caminho aberto e construído durante o governo Lula.

Na semana última, a saída da secretária de Cidadania e Diversidade Cultural, seguido de um ti-ti-ti em torno de outras demissões e desentendimentos, tomou conta das redes sociais.

Desde o anúncio da indicação do nome de Ana de Holanda foi intensa a discussão em função da insatisfação sobre a sua nomeação para o MinC, especialmente nas redes sociais e, logo depois, na mídia em geral. Tão logo assumiu, antes mesmo da equipe toda montada, o novo-velho MinC retira o selo Creative Commons (CC) de sua página e cria a primeira grande crise. Ato simbólico e que gerou imediata reação de brasileiros e estrangeiros. Isso porque, ao longo dos oito anos anteriores, o que se viu foi uma política cultural que transcendeu a dimensão da cultura pura e simples e foi muito além da ideia de cultura-espetáculo.


*Texto publicado no Terra Magazine e de autoria de Nelson Pretto.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O sucesso do Teatro Popular de Ilhéus



O Teatro Popular de Ilhéus tem feito grande sucesso em São Paulo e no Rio de Janeiro e vai publicar um de seus textos: "Teodorico Majestade - As últimas horas de um Prefeito", peça cordel de Romualdo Lisboa.

Em 2007, quando o governo do prefeito Valderico Reis em Ilhéus se afundava em uma sucessão de escândalos, os principais personagens daquela história política macabra se transportaram, em forma de verdadeiros mondrongos, para os palcos e ruas de Ilhéus. Surgia Teodorico Majestade, o prefeito da fictícia Ilha Bela, e todo o seu “staff” de malandros.

Criação de Romualdo Lisboa, encenada pelo Teatro Popular de Ilhéus, Teodorico é um tapa na cara da classe política, a vingança do povo ou a “desconstrução do marketing”, como diz o autor. A peça, indicada para dois prêmios Braskem, foi encenada no Rio de Janeiro e participou recentemente da 6ª Mostra Latino Americana de Teatro, em São Paulo. Sucesso de público e crítica, teve casa cheia todos os dias numa temporada de dois meses na capital paulista.

Sai o prefeito, entra o vice. Agora é a vez do Inspetor-Geral, que estreou em São Paulo e ainda terá uma temporada de dois meses por lá, antes de chegar a Ilhéus. Com sua linguagem universal, o Teatro Popular conquista outros palcos.

Confira a entrevista no blog Pimenta com o criador de Teodorico e do Inspetor.

Algumas imagens do espetáculo O Inspetor-Geral:




Fotografias: O Inspetor Geral: Elson Rosário | Teodorico Majestade: Andréa Rocha.

Elenco:
Gilton Munheca, Prefeito de Ilha Bela - Hermilo Menezes
Ana Malaquias, Primeira-Dama e Secretária de Educação - Tânia Barbosa
Judite Malaquias, filha do Prefeito - Potira Castro
Ivan, chefe do Correio - Elielton Cabeça
Pai Didão, Presidente da Câmara de Vereadores - Rogério Matos
Cacau das Treitas, Secretário de Obras - Ely Izidro
Jorge Paraíba, Secretário de Finanças - Guilherme Bruno
Zito, funcionário da Pensão Vasco - Takaro Vítor
Nestor Costa Brava, viajante da Capital - Aldenor Garcia

Últimos ajustes!


Os atores do espetáculo "Alugo Minha Língua" seguem em ritmo acelerado! Esta semana eles estreiam aqui no Vila e seguem ensaiando todos os dias no Forte do Barbalho. Confira algumas imagens:

Will e Luisa em momento de descontração



Os atores: Vanessa Mello, Ciro Sales, Marinho Gonçalves, Luisa Proserpio e Will Brandão

Alugo Minha Língua:
O espetáculo discute, através de uma encenação marcada pela linguagem da performance e com um viés musical acentuado, as relações entre a perversão humana, a sexualidade e a sociedade de consumo. A peça visa explicitar, à luz do conceito de modernidade líquida do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, como a urgência e a espetacularização da sexualidade nas sociedades contemporâneas resultam no esvaziamento das relações humanas e no tédio.

16 a 30/09 | sex, sáb, dom | 20h
R$ 20 e 10
Sala Principal

*Fotos: Fernanda Pimenta

Teatro nas escolas

No jornal A Tarde desta segunda (12/09), saiu uma matéria sobre como o Teatro ajuda no desenvolvimento e na aprendizagem dos estudantes. Alguns colégios de Salvador já aderiram ao uso do Teatro como uma disciplina. Vale a pena a leitura:


Novidades da casa - 12 a 18/09


Esta semana o Núcleo Supernova Teatro estreia aqui no Vila com o espetáculo “Alugo Minha Língua”. O grupo segue com os últimos ensaios no Forte do Barbalho.

Final de semana passado a Cia. Novos Novos colocou em prática a primeira edição do Projeto Meu Dia com Arte. Esta semana já começam a articular uma nova edição para o mês de novembro. Além disso, continuam com os ensaios de “Imagina só...” para o projeto escola.

A Outra Cia de Teatro inicia esta semana um intercâmbio com a Cia do Giro (RS), que está aqui em Salvador desenvolvendo um projeto na Fundação Pierre Verger. Os atores também se preparam para viajar até Caxias do Sul, onde no próximo fim de semana participam do 13º Caxias em Cena - um festival que reúne em sua programação teatro, dança e música de todo o Brasil. Apresentarão “Mar Me Quer” no sábado à noite, “Remendo Remendo” na tarde de domingo e ainda haverá uma oficina (O jogo enquanto princípio para criação dramatúrgica), ministrada por Luiz Antônio Jr, que acontecerá no sábado e domingo, pela manhã.

O bailarino do Núcleo Viladança Leandro Oliveira está participando de uma residência na Bélgica. O convite foi feito a partir de uma articulação inicial entre os festivais VIVADANÇA e o Fórum de Dança de São José do Rio Preto, que se estendeu para as companhias Virtual e Viladança.

O Bando de Teatro Olodum segue ensaiando três espetáculos simultaneamente: “Cabaré da Rrrrraça”, “Áfricas” e “trilogiaRemix.DOC_aquartapeça”. A grande novidade do Bando é o “Cabaré da Rrrrraça” contínuo todas às terças. Cabaré reestréia dia 20/09 e neste mês terá como convidada a atriz Eddy Veríssimo, d´A Outra Companhia de Teatro, no papel da cabeleireira Marilda Refly, substituindo a atriz Cássia Valle. Com o espetáculo “Áfricas”, o Bando dá continuidade ao Projeto Outras Áfricas, viajando para duas cidades do interior da Bahia, onde além da apresentação, ministrarão oficinas de teatro, dança, música para cena e direção.

A Cia de Teatro Nata apresenta neste final de semana o espetáculo Siré Obá – “Festa do Rei”.

O Grupo Pivot se prepara para ministrar a Oficina de Teatro para quem faz Direito. A Oficina está com inscrições abertas e terá início no próximo dia 17/09.

A Cia. Teatro da Queda segue em cartaz com o espetáculo “Breve” sempre as quartas.

Resumo da programação - de 12 a 18/09

qua | Breve | Teatro | 14/09 | 20h | R$ 10 e 5 | Cabaré dos Novos

qui | Neologia | Vila da Música | 15/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Cabaré dos Novos

sex a dom | Alugo Minha Língua | Estreia | Teatro | 16 a 18/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

sáb e dom | Siré Obá - "A Festa do Rei" | Estreia | Teatro | 17 a 18/09 | 18h | R$ 20 e 10 | Cabaré dos Novos

Informações de bilheteria: (71) 3083-4600 (14 às 18 hs)

Acessem nosso site: http://ow.ly/4Lqls

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Experiência de análise de mídia poderá ser compartilhada

Monitoramento compartilhado da mídia é uma proposta apresentada pela Rede ANDI Brasil no concurso de projetos promovido pelo Instituto de Fomento à Tecnologia do Terceiro Setor – IT3S. O prazo de votação termina em 12 de setembro. Se for eleito, o software de análise de mídia será desenvolvido.

A tecnologia social de monitoramento da mídia desenvolvida pela ANDI – Comunicação e Direitos e utilizada pelas organizações quem compõem a Rede ANDI Brasil poderá ser compartilhada com outras instituições. O projeto Sistema Colaborativo de Monitoramento de Mídia é um dos candidatos do MootiroVote, que está reunindo ideias para software úteis para o terceiro setor. As três propostas melhor avaliadas ao final do processo serão desenvolvidas pela equipe do IT3S. O prazo de votação termina em 12 de setembro.

Iniciativa do Instituto de Fomento à Tecnologia do Terceiro Setor (IT3S), no MootiroVote organizações sociais podem cadastrar uma necessidade de software ou suporte tecnológico. Os participantes da rede podem discutir, complementar a ideia e votar na que acharem que deve ser implementada. Até o momento já foram cadastradas 21 necessidades (http://vote.mootiro.org/necessidades/).

A ANDI e a Rede ANDI Brasil apresentaram a proposta do Sistema Colaborativo de Monitoramento de Mídia. Se for desenvolvido, o software irá permitir que entidades com interesse na realização de diagnósticos sobre o comportamento da imprensa na cobertura de temas relacionados aos direitos humanos – em especial da criança e do adolescente – troquem informações e conhecimento.

A gestão compartilhada, além de agilizar a realização da análise de como a imprensa trata determinado assunto, contribui para diminuição de custos da pesquisa. Conheça a proposta, participe do Mootiro (http://vote.mootiro.org)! Ajude a divulgar pelo Facebook https://www.facebook.com/IT3S.org.

Conheça as propostas e o projeto Sistema Colaborativo de Monitoramento de Mídia na íntegra (http://vote.mootiro.org/necessidades/19/sistema-colaborativo-de-monitoramento-de-midia).
O IT3S contribui na elaboração de novos projetos. Para mais informações, acesse www.it3s.org ou envie um email (contato@it3s.org).

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Marcio Meirelles ministra oficina de Performance negra em Porto Alegre

O diretor do Teatro Vila Velha, Marcio Meirelles, está no Festival Porto Alegre Em Cena a convite de Luciano Alabarce, diretor do festival, para uma oficina de performance negra, que começou ontem e, como colocou Marcio "Foi muito boa. Melhor que a expectativa." Dois artistas locais estão auxiliando Marcio: Oná Abyàse, músico e alabê de terreiro e Pâmela Amaro, atriz e dançarina afro.

Sobre a oficina:
A oficina se destina a atores interessados em descobrir uma forma de atuação ligada às raízes afro-brasileiras e sua incidência na criação cênica do Brasil. A partir dos ritmos e movimentos ligados às tradições religiosas de matriz africana, serão esboçados personagens e situações usando o método de trabalho desenvolvido pelo encenador Marcio Meirelles com o célebre Bando de Teatro Olodum, de Salvador, Bahia. O encontro conta com a participação do percussionista Oná Abyàse e da atriz Pâmela Amaro, que irá conduzir a vivência de dança afro-brasileira.".


Site do Festival:
http://www.poaemcena.com.br/

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Teatro Vila Velha lança o Vila da Música

A intensa atividade que vem marcando a programação musical do Teatro Vila Velha desde o início desse ano, consolida-se e dá surgimento a um novo projeto institucional batizado como VILA DA MÚSICA.

No Cabaré ou na Sala Principal, no palco ou na platéia, uma tribo de muitas caras tem povoado as noites das quintas-feiras do Teatro para celebrar a música em sua diversidade.

“Vendo 147”, “Grupo de Percussão da UFBA”, “Os Panteras”, “Encontro de Compositores”, “Velotroz”, “Ronei Jorge, Pietro Leal e Jarbas Bittencourt”, “Maglore”, “Quarteto de Cinco”, “Thiago Kalu”, “Arnaldo Almeida”, “OCA” e a banda "Sertanília" (que inaugurou o projeto dia 1°/09) são alguns dos artistas que já deram o ar de seu som nessas noites sonoras.

O nome do projeto dá corpo a algo que já vem acontecendo de forma independente ao longo dos últimos meses e indica a um só tempo a existência de uma povoação e sua razão de ser. “A intenção é usar o Teatro em toda a sua versatilidade para que bandas e artistas que estão se movimentando na atual cena baiana possam encontrar aqui um espaço bem preparado para suas apresentações”, diz Júlia Rizério, produtora do Vila da Música e acrescenta: “Isso independente de gêneros e estilos”.

O investimento do Vila nesse viés de sua programação é uma resposta natural a uma demanda da cidade e uma afirmação de sua vocação em dialogar com a cultura musical independente, viva e pulsante da Bahia.

Ainda este mês teremos as bandas Lunata e Neologia, novas promessas da música baiana, além da Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia e do Encontro de Compositores.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O Vila exibe o documentário “Cozinheiro do Tempo” de André Luiz Oliveira

O diretor André Luiz Oliveira estará no Teatro Vila Velha durante a exibição do documentário “Cozinheiro do Tempo” sobre o artista plástico, músico, poeta e ambientalista Bené Fonteles. André se encontra no Vila acompanhando a oficina do Panthéâtre (França), dos diretores Enrique Pardo e Linda Wise. Os três trabalharam juntos na filmagem do espetáculo “Tropiezos”, dirigido por Enrique, no início deste ano, em Santiago (Chile).

"Cozinheiro do Tempo" - 52' (cinquenta e dois minutos).
Documentário | Direção: André Luiz Oliveira

Sinopse: Um olhar poético sobre a vida e obra do auto-titulado "artivista" - misto de artista e ativista político nas questões ambientais e ecológicas - Bené Fonteles. Nas suas exposições e andanças pelo Brasil, Bené prega e pratica a "arte da cura", a arte da autotransformação que na sua dinâmica criadora almeja transmutar o espaço social à sua volta. Sua arte joga luz nas coisas simples da vida e expressa a contemporaneidade de um espírito livre em profundo contato com a natureza.

Trilha sonora: Cláudio Vinícius
Fotografia: Adelson Barreto
Participações de: Gilberto Gil | Egberto Gismonti | Arnaldo Antunes | José Roberto Aguillar | Alberto Beutenmuller Mila Petrillo | Lucinda | Adriano Martins e outros

André Luiz Oliveira: Diretor de um dos marcos do cinema marginal brasileiro, Meteorango Kid - O herói intergalático (1969), prêmio de público no Festival de Brasília e Margarida de Prata da CNBB. É autor de uma filmografia curta, porém reconhecida. Nasceu em Salvador, em 1948, e estudou cinema na Universidade Federal da Bahia, na década de 60. Em 1975, depois de realizar Meteorango Kid, experimentou caminhos aparentemente mais clássicos em A lenda do Ubirajara, adaptação da obra de José de Alencar. Depois de um longo hiato, voltou à direção em 1995, com Louco por cinema (seis prêmios em Brasília, entre eles, o de melhor filme e melhor diretor), obra na qual narra parte de sua própria experiência em um manicômio judiciário, onde foi internado nos tempos da ditadura militar. É também autor dos curtas Doce amargo (1969), A fonte (1972) e Ladeiras de Salvador (1976).

06 e 07/09 | ter e qua | 18h30
Gratuito
Cabaré dos Novos

Resumo da programação - de 05 a 11/09


ter | El Gallo | Filte | Teatro | 06/09 | 21h | R$ 10 e 5 | Sala Principal

qua | Automovil Gris| Filte | Teatro | 07/09 | 21h | R$ 10 e 5 | Sala Principal

qui | Lunata | Vila da Música | 08/09 | 20h | R$ 20 e 10 | Sala Principal

sex e sáb | Fragmentos de Libertad | Filte | Teatro | 09 e 10/09 | 21h | R$ 10 e 5 | Sala Principal

Informações de bilheteria: (71) 3083-4600 (14 às 18 hs)

Acessem nosso site: http://ow.ly/4Lqls

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Panthéâtre no Brasil


Os diretos da Cia. Panthéâtre da França, Enrique Pardo e Linda Wise já estão no Brasil! Desde ontem (31/08), até o próximo dia 03/09, eles estarão em Brasília ministrando uma oficina dentro do Cena Contemporânea - Festival internacional de teatro.

Já no dia 05/09 o Teatro Vila Velha terá a honra de recebê-los! Pela primeira vez em Salvador, eles estarão no Vila ministrando o workshop Spiriti, um laboratório de formação e de experimentação artística, onde será lançado as bases para um intercâmbio entre artistas brasileiros e o Panthéâtre. Uma oportunidade única!

Enrique Pardo conduzirá sessões de teatro coreográfico, incluindo o treinamento técnico de voz e texto, enquanto Linda Wise enfocará o desempenho do trabalho de voz, incluindo técnicas baseadas no método “Roy Hart” de extensão vocal. O trabalho propõe aos participantes, confrontar, questionar e expandir a criatividade, através da voz, coreografia, técnicas teatrais e estudos culturais, relacionando-os com a mitologia e a psicologia arquetípica.

-----------------------------------------------

Workshop Spíriti (Panthéâtre)
Orientadores: Enrique Pardo e Linda Wise
05 a 11/09 | seg a dom | 9 às 18h
R$ 220
Enviar currículo para: pauta@teatrovilavelha.com.br

Setembro!

foto Léo de Azevedo - espetáculo Alugo Minha Língua

Seguindo a sua vocação de abrir espaço para o novo, o Vila convidou em março quatro grupos artísticos para um período de residência no teatro, abrindo seus espaços para criação,produção e difusão de novos espetáculos, projetos e ideias. Estamos felizes com os resultados!O Núcleo Supernova Teatro estreia “Alugo Minha Língua", nosso destaque do mês. O espetáculo aborda as relações entre perversão humana, sexualidade e sociedade de consumo,numa roupagem musical, performática e contemporânea. Para a empreitada, o grupo reuniu uma grande equipe encabeçada por Fernando Guerreiro, que pela primeira vez estreará um espetáculo em nosso palco desde a reabertura do Vila em 1998.

Os outros grupos também estão a todo vapor! A Cia. de Teatro Nata reestreia o espetáculo “Siré Obá – A Festa do Rei”, celebração às divindades africanas que compõem a cosmogonia yorubana. O grupo, original de Alagoinhas, chegou ao Vila em 2004, através do nosso projeto Teatro de Cabo a Rabo, e hoje reside por aqui. Já a Cia Teatro da Queda, que teve a sua estreia no mês passado, segue com as apresentações do espetáculo “Breve”, sempre às quartas. E o Grupo Pivot realiza sua primeira oficina em nossa casa: “Teatro para quem faz Direito”.

Falando em formação, outra vocação do Vila, uma parceria com o Festival Cena Contemporânea (Brasília/DF) traz pela primeira vez a Salvador os diretores da companhia Panthéâtre (França), que ministrarão o workshop “Spiriti”, laboratório de teatro coreográfico e performance vocal. Oportunidade única! E ainda tem a Oficina de Iniciação Teatral com A Outra Cia de Teatro!

Como todos os anos desde a primeira edição, o Vila também é palco do IV Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia (Filte Bahia), que vai trazer para Salvador espetáculos de países como México, Colômbia, Chile, Argentina, Uruguai e de outros estados brasileiros. Ainda tem o tradicional Vila do Choro e, claro, continua o Vila da Música! Voltado para a diversificação musical, o projeto traz aos palcos do Vila artistas e bandas de todos os estilos, se tornando um espaço de celebração da música popular brasileira. Ainda tem o Bando de Teatro Olodum, estreando uma temporada de Cabaré da RRRRaça todas as terças do ano.