terça-feira, 18 de julho de 2017

Carmen de Cada Dia (texto 3)


Voe, meu filho, voe. Pegue alí a direita, do lado da amarelinha. Do alumínio? Sim, do portal. Vá
Corra, meu filho, corra. Mas vá com calma pra não se estabacar no chão. O chão é quente, voe.  
Ande, meu filho, ande. Vá na ponta do pé pra pilastra. Faça uma linha com seus pés. Vá que o mundo é seu, corra.  
Caia, meu filho, caia. Mas jogue as fitas por baixo pra deslizar no chão. Ande, ande.  
Vá, meu filho, vá. Voe, corra, ande, caia. Vá, mas volte, viu? 
Clara Romariz

Texto escrito pela atriz Clara Romariz da universidade LIVRE, no processo da montagem do espetaculo  "O auto da Barca de Camiri" de Hilda Hilst, com direção de Erick Saboya e Vinicius Bustani, que estreia em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário